Reflexologia no apoio à Fertilidade – Porquê, Quando e Como

A dificuldade em conceber um filho é um problema cada vez mais comum atualmente. A infertilidade é definida como uma alteração no sistema reprodutor feminino ou masculino, que reduz a capacidade de um casal de ter filhos. Um casal é considerado infértil quando, após 12 a 18 meses de relações sexuais frequentes e regulares, sem qualquer forma de contraceção, não consegue engravidar.

Em Portugal, 15 a 20% dos casais jovens têm problemas de reprodução.

Hoje, as principais causas da infertilidade e a sua distribuição são:
· 30 – 35% fatores femininos;
· 30 – 35% fatores masculinos;
· 20% de fatores mistos – os dois elementos do casal são os responsáveis;
· 15 –20% causa inexplicável – o motivo da infertilidade não pode ser determinado.

OS PRINCIPAIS FATORES
FEMININOS
30-35% das mulheres podem sofrer de disfunção ovulatória, dano ou obstrução nas trompas de falópio, endometriose, patologia e anormalidades no útero e colo do útero, menopausa precoce. , idade avançada, associada à baixa reserva ovariana e falha da ovulação, no caso do ovário policístico.
Desordens hormonais
· 50% das mulheres submetidas ao tratamento de FIV (fertilização in vitro) sofrem de síndrome dos ovários policísticos (PCO);
· A resistência à insulina parece influenciar a PCO (diabetes tipo II);
· Um ciclo menstrual com menos de 12 dias;
· Aumento do nível da prolactina.
Causas mecânicas
· Pólipos, miosite ou miomas na parede uterina podem ter um efeito contracetivo;
· Defeito da trompa de Falópio.
Excesso de peso
Infeções
90% de todos os casos de vaginite em idade fértil são causados ​​por infeção com um ou mais dos seguintes: Thricomonas vaginalis, Candida albicans, Herpes simplex, Gonorréia e Chlamydia trachomatis.

MASCULINOS:
40% dos casos de infertilidade masculina estão diretamente relacionados à ausência ou má movimentação dos espermatozoides, vasectomia e alterações genéticas, como é o caso de homens com fibrose cística.
Alterações na qualidade dos espermatozoides, testículos, ductos, epidídimo e distúrbios da próstata, disfunções na ereção e ejaculação.

MISTOS
São vários os fatores que podem contribuem para a infertilidade, entre os principais temos: O tabagismo ou o uso de drogas, o consumo de álcool, a alimentação inadequada, a obesidade e o sedentarismo, a idade e o stresse que pode afetar a capacidade de engravidar, enfraquecendo o corpo, e as emoções.
As emoções podem afetar um ou ambos os cônjuges e alterar as relações familiares, sociais e o bem-estar físico e mental. As principais emoções relacionadas à fertilidade são a angústia, medo, ansiedade, frustração, tristeza, raiva e a culpa.

Para que ocorre e termine uma gravidez é necessário dar ao corpo feminino e masculino as melhores condições possíveis para conceber um novo ser humano.

Existem três componentes principais necessários para que a conceção humana ocorra:
· Um embrião de boa qualidade (geneticamente normal);.
· Endométrio recetivo (sem defeitos);.
· Um ambiente (corpo) saudável.

PORQUÊ??? Por a reflexologia ser uma terapia natural, não invasiva, complementar que trata o corpo em 3 níveis: físico, emocional e mental.

OS MÉTODOS DE TRATAMENTO DA FERTILIDADE SÃO VÁRIOS.
As melhores opções de tratamento dependem da situação pessoal e da causa da infertilidade. Em certas situações, apenas um elemento do casal precisa de tratamento; noutros precisam os dois de se submeterem a uma combinação de tratamentos.

MÉTODO NATURAL.
Método natural que procura equilibrar o ritmo do ciclo menstrual da mulher e corrigir as irregularidades desde. No caso do casal pode haver a necessidade de corrigir o desequilíbrio hormonal, melhorar as condições físicas e gerir o nível de stress.

PROCRIAÇÃO MEDICAMENTE ASSISTIDA
· Inseminação intrauterina – Coleta de espermatozoides saudáveis ​​e inserção direta no útero durante a ovulação;
· Fertilização in vitro (FIV) – Os óvulos são recolhidos ainda dos ovários e fertilizados com espermatozoides num laboratório, onde se transformam em embriões, e posteriormente colocados no útero;
· Injeção intra-citoplasmática de esperma (ICSI;.

OUTROS: TRATAMENTOS DE INFERTILIDADE:
· Cirurgia. Exemplos: Hydrocele, Remoção de tumores ou quistos;
· Tratamento de infeções. Tratamento com antibióticos;
· Tratamentos para problemas nas relações sexuais. Medicamentos ou aconselhamento para o caso de distúrbios como disfunção erétil ou ejaculação precoce ou falta do libido;
· Tratamentos hormonais e medicamentos.

Todos os processos são stressantes e podem gerar efeitos colaterais, alguns dos quais incapacitantes.
Embora as mulheres sejam a parte ativa mais comum nesse processo, não podemos esquecer que os homens também são afetados direta ou indiretamente.

QUANDO??? Ao longo do processo de fertilização, a reflexologia pode ajudar a melhorar todos os aspetos físicos, emocionais e a diminuir os efeitos colaterais dos tratamentos.

HISTÓRICO
Antes de se iniciar qualquer sessão de reflexologia é necessário ter acesso ao máximo de informações possíveis:
· Estilo de vida, alimentação, desporto, qualidade de vida, saúde, doenças, trabalho e sexualidade;
· Conhecer em pormenor a história clínica da mulher, do homem, análises clínicas e todo o processo de fertilidade que fizeram ou estão a fazer;
· Interpretar os gráficos de ciclo menstrual quando é o caso;
· Acompanhar semanalmente as condições e especificações dos tratamentos efectuados:
· Estar informada sobre a medicação prescrita.

A REFLEXOLOGIA AJUDA A CONTROLAR :
· Doenças do sistema reprodutivo;
· Problemas cervicais e lombares;
· Doença inflamatória;
· Síndrome pré-menstrual;
· Desequilíbrios hormonais;
· Problemas relacionados ao stress e ansiedade;
· Perda do libido.

PORQUE PODE:
· Ajudar no perfeito funcionamento do sistema nervoso e endócrino;
· Regularizar os sistemas circulatório, linfático e reprodutivo;
· Eliminar toxinas e garantir a nutrição de todos os órgãos e vísceras;
· Prevenir e combater sintomas emocionais como ansiedade, stress e medo;
· Auxiliar na interação do casal, diluindo barreiras e aumentando a cumplicidade e a intimidade.

ONDE FAZER:
· Pés – Podal;
· Mãos – Palmar;
· Cara – Facial;
· Orelhas – Auricular.

ESPECÍFICA
· Reflexologia reprodutiva
Utiliza um protocolo semanal de acordo com as fases do ciclo menstrual:
· Semana 1: Menstruação;
· Semana 2: Fase folicular;
· Semana 3: Ovulação;
· Semana 4: Fase lútea.

· Gravidez medicamente assistida
É necessário conhecer bem os processos, ter formação e trabalhar de acordo com protocolos muito rígidos para não interferir na medicação e no tratamento.
Muitas vezes foca-se somente nos sintomas colaterais.

COMO??? Em sessões de reflexologia regulares conforme as necessidades do casal, do tipo e duração dos ciclos do tratamento de fertilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: